sábado, 5 de junho de 2010

Cora Coralina

MEU DESTINO



Nas palmas de tuas mãos
leio as linhas da minha vida.
Linhas cruzadas, sinuosas,
interferindo no teu destino.
Não te procurei, não me procurastes –
íamos sozinhos por estradas diferentes.
Indiferentes, cruzamos
Passavas com o fardo da vida...
Corri ao teu encontro.
Sorri. Falamos.
Esse dia foi marcado
com a pedra branca
da cabeça de um peixe.
E, desde então, caminhamos
juntos pela vida...

7 comentários:

Angus disse...

Bello a rabiar.

Nadine Granad disse...

Cora é maravilhosa!

Delicado[a]!!!


Abraços carinhosos =)

Paulo Tamburro disse...

OI LUCIANA,

um antigo locutor esportivo, quando saía um gol ele abria os pulmões e gritava um jargão esportivo que ficou famoso durante muito anos e que era:

-Tá lá dentro, é disso que meu povo gosta!

O povo também gosta de Cora Coralina, antes hermeticamente só lida por intelectuais e pseudos, mas que hoje, é muito popularizada por filmes,a divulgação intensa das sua obras enfim...

Então, Luciana é disto que o povo gosta!

E você esta de parabéns, por trazer Cora, para seus leitores.

Um abração carioca!

Maria, Simplesmente disse...

Parabéns por este poema transcrito.
É muito bonito e ao ler senti como pode ser real.
Maria

A Arte Dos Livres Pensadores disse...

...Cora Coralina é um grande exemplo de personalidade feminina...
...Parabéns pela escolha inteligente e sensível...

Abraços fraternos,
Nirma Regina

jefhcardoso disse...

Não conheço muito sobre Cora Coralina, mas através de uma escritora que conheci no ano passado, Lucília Junqueira de Almeida Prado, eu soube que Cora teria tido um amor não realizado, uma paixão reprimida, e que isso ficaria implícito em alguns de seus poemas. Este me pareceu com algo assim. Com um amor não realizado, mas perene. Não sei. (sorrio).

Abraço do Jefhcardoso, minha nova amiga Historiadora e amante da poesia.

Prazer imenso em conhecer o seu blog. Lugar difícil de sair. (sorrio).

Abraço mesmo!

falando de saberes disse...

AMEI SEU BLOG, É UM ESPAÇO RECHEADO DE PÉROLAS DA NOSSA LITERATURA.
VISITE-ME!
JOSÉLIA CORINGA PASSAREI MAIS VEZES PARA TE VISITAR.
UM ABRAÇO